Dicas importantes sobre tecidos

March 25, 2015

Quem nunca se aventurou nas costuras, não entenderá a importâcia de saber um pouco sobre os tecidos. Pensando nisso, resolvi escrever esse post arriscando-me a fazer um breve resumo teórico sobre as características, a composição e os tipos de tecidos que são vendidos em lojas e armarinhos.  Acredito que entender um pouco de tecidos torna-se um ponta pé incial que auxiliará na escolha mais acertiva para cada projeto de costura, visto que, o tecido vai determinar acabamentos, aviamentos, cortes, efeitos.

 

De maneira geral, os tecidos são  materiais compostos por fios e cujas fibras podem ser naturais e/ou não naturais (sintéticas ou artificiais). Eles são a matéria-prima fundamental para a confecção de roupas e outros produtos, além de assumirem várias finalidades como por exemplo, decoração, artes  e tudo o que a criatividade permitir!

 

Denomina-se fibras naturais aquelas retiradas de vegetais, de animais ou de minerais.

  • Vegetais: são obtidas dos caules, das sementes, das folhas ou dos frutos sendo as mais comuns o algodão, o linho, o cânhamo, o coco, o bambu, etc.

  • Animais: são obtidas de pelos ou secreções de animais, como a lã e a seda.

  • Minerais: São obtidas pela manipulação de minerais e as mais conhecidas são a crisotila, a fibra de basalto,  de amianto e de carbono.

 

As fibras não-naturais podem ser obtidas a partir de polímeros que são moldados em forma de filamentos e podem ser dividos em:

  • Sintéticas: são produzidas a partir de componentes químicos da indústria petroquímica, como o poliéster, a poliamida, o acrílico, o polipropileno e o poliuretano (ou elastano), além das aramidas.

  • Artificiais: são utilizam em sua composição polímeros naturais como a celulose de várias plantas (árvores, algodão, algas,…) ou  proteínas de animais, misturados a componentes químicos. Esses polímeros são reconstruídos a partir das fibras naturais, dando origem a novas fibras como a viscose, o acetato, o liocel e o modal.

 

Agora que já conhecemos sobre a composição dos tecidos, podemos entender melhor os tipos de tecidos que podem ser: planos, malha e não-tecidos.

  • Tecidos Planos: são tecidos que não esticam. Muito usado na alfaiataria e seu uso requer precisão de corte para que não haja defeito na modelagem. Os mais conhecidos são os 100% algodão, o tafetá, o cetim, a sarja.

  • Tecidos de Malha: são tecidos que “deformam” quando esticados, são maeláveis, são confortáveis, amassam menos e são fáceis de desamassar. Os mais conhecidos são o jersey, o rib, o links.

  • Não-tecidos: são aqueles obtidos  pelo entrelaçamento de camadas de fibras por meio químico ou físico, formando uma manta contínua. Os mais conhecidos são o feltro, o folheado.

 

Com esssas informações fundamentais já é possível entender as etiquetas de composição  dos tecidos e das roupas e caprichar no novo projeto de costura!

Quer saber mais?

REFERÊNCIAS

DANIEL, Maria Helena. Guia prático dos tecidos. São Paulo: Editora Novo Século, 2012.

PEZZOLO, Dinah Bueno. Tecidos: história, tramas e usos. São Paulo: Editora Senac São Paulo, 2007.

 

 

 

Please reload

Destaques

OFICINAS DE CORTE E COSTURA

February 5, 2017

1/7
Please reload

Posts Recentes

August 31, 2015

Please reload

Tags
Please reload

Siga-nos
  • Facebook Reflection
  • Twitter Reflection
  • Google+ Reflection